29 julho 2014

Oração da Felicidade

Boa tarde gente?
Como vocês estão?

Poxa vida, as coisas têm sido difíceis por aqui, estou muito chateada e deprimida. Prefiro não entrar em maiores detalhes, mas estou precisando muito de palavras de carinho das minhas "amigas blogueiras". Confio em Deus e que sua vontade seja feita. Amém!

Trouxe uma oração do Papa Francisco, sobre a felicidade. Acalmou um pouco o meu coração angustiado:

Não chore pelo que você perdeu,
lute pelo que você tem.
Não chore pelo que está morto,
lute por aquilo que nasceu em você.
Não chore por quem te abandonou,
lute por quem está a seu lado.
Não chore por quem te odeia,
lute por quem te quer feliz.
Não chore pelo teu passado,
lute pelo teu presente.
Não chore pelo teu sofrimento,
lute pela tua felicidade.
Não é fácil ser feliz,
temos que abrir mão de várias coisas,
fazer escolhas e ter coragem de assumir
ônus e bônus para ser feliz.
Com o tempo vamos aprendendo
que nada é impossível de solucionar,
apenas siga adiante com quem quer
e luta para estar com você.
Se engana quem acha que a riqueza e o status atraem a inveja...
as pessoas invejam mesmo é o sorriso fácil,
a luz própria,
a felicidade simples e sincera
e a paz interior...
[Papa Francisco]




PS: Me desculpem pelo baixo astral, prometo que logo trago coisas alegres por aqui.

25 julho 2014

Sobre a NBR 16.280

Oi gente!!!
Como vocês estão?
Eu estou com uma crise de gastrite bem forte, na próxima quinta-feira lá vou eu passar por uma endoscopia. Odeio!

Estou sem inspiração para postar e por isso resolvi dividir uma informação bem útil em relação à tal da NBR 16.280.
Lá no nosso apê teremos que segui-lá. =/
Procurando da internet mais detalhes sobre a norma, encontrei o artigo abaixo, e que na minha opinião, achei o mais esclarecedor:


“Reformas estruturais devem seguir a NBR 16.280.

A NBR 16.280, que entrou em vigor em 18 de abril, tirou muito síndico do sério. Isso porque a divulgação das informações têm sido muito rasas e pouco elucidativas, o que gerou dúvidas em administradores e condôminos. Para deixar todos tranquilos, já de início, saibam que essa norma só veio para garantir algo que já existia: toda e qualquer reforma que possa colocar em risco a edificação ou os moradores deve ter um projeto feito por um engenheiro habilitado. (…)

Caso seja necessária uma intervenção, deve ser feito um projeto elaborado pelo engenheiro projetista da obra em questão. Não sendo possível, esse trabalho é feito por um engenheiro habilitado e a reforma deve ter acompanhamento técnico de um engenheiro ou arquiteto para averiguar a correta execução, sempre de acordo com o projeto e com as normas técnicas vigentes.
Obras deste tipo devem ter recolhimento de uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura). (…)


"A NBR 16.280 é um roteiro quanto aos requisitos para o gerenciamento de uma obra. Intervenção estrutural, alteração em tubulações de gás ou qualquer ação que possa por em risco a integridade estrutural do edifício deve ser executada por engenheiro/arquiteto, com a apresentação de um projeto, execução por profissionais habilitados e supervisão dos mesmos", reforçou Renata. 


Lembre-se: se houver mudanças em elementos estruturais ou tubulações, que possam por em risco a integridade do edifício e sua população, todos os condomínios terão que seguir a NBR 16.280 quando realizarem reformas.


Ela não vale para outros tipos de reforma. "Se o condômino for pintar seu apartamento, por exemplo, deve ser feito o procedimento padrão do condomínio. Ou seja, o mesmo deve informar ao síndico a empresa ou o nome do profissional que irá realizar o serviço, o tempo de obra e nada mais", elucidou a engenheira. "Para isso, para troca de um revestimento cerâmico, execução de forro de gesso, sancas ou acabamentos em geral, que são obras simples, não é necessário acompanhamento técnico. Claro que se houver remoção de paredes ou qualquer outra intervenção em elementos estruturais, aí sim deve haver o acompanhamento de um profissional habilitado para estudar as plantas e elaborar seu projeto, assim como o mesmo irá acompanhar a obra", completou Renata Buonopane.
Caso haja alteração em elemento estrutural, se o apartamento estiver na garantia da construtora, o condômino precisa solicitar ao projetista a aprovação para realização da sua reforma, pois o mesmo irá aprovar ou vetar.
Já no caso de edifícios com mais de cinco anos, o condômino deve contratar um profissional habilitado para estudo e projeto com memorial descritivo. É preciso apresentar o material ao corpo diretivo do condomínio, que consultará um engenheiro para aprovação total, parcial ou proibição da reforma.
Com todos os papéis em ordem, no caso de reformas que alterem elementos estruturais ou medidas, qualquer pedreiro poderá realizar a reforma desde que acompanhado pelo profissional da área.


Infelizmente, ainda falta muita conscientização de moradores e síndicos sobre os perigos de reformar sem a orientação profissional adequada. "Muitas vezes, as pessoas, ao realizarem reformas, veem a estética em primeiro lugar, deixando a segurança em segundo plano. Já interditei várias obras onde os proprietários solicitaram aos pedreiros que removessem um pedaço da viga pois, na opinião deles, atrapalharia a estética do ambiente", alertou a diretora da Rbertolo Engenharia. "A viga faz parte da estrutura do edifício e não pode ser removida. Por isso, deve haver o trabalho técnico de um engenheiro ou arquiteto que elabora um projeto com estudo nas plantas e estruturas do edifício, orientando a mão de obra para correta execução dos serviços, além do acompanhamento da reforma com emissão de uma ART no CREA", finalizou Renata Buonopane.



Jornal SindicoNews, 21/07/2014."



Marido e eu já estamos esquentando a cabeça por causa disso. Uma coisa pode, a outra não pode. O imóvel está na garantia, mas pelo que fiquei sabendo a construtora não vai indicar nenhum engenheiro para se responsabilizar pelas reformas.
Mais um custo para adicionar na planilha de gastos!

Tem mais alguém mesma situação?




21 julho 2014

Respondendo TAG

Olá pessoas!!!
Como vocês estão?

Recebi uma TAG para responder da amiga Joyce, do blog Nosso Apê 509, onde eu devo completar as frases abaixo e indicar mais seis blogs para entrar na brincadeira (precisa avisar que o blog foi convidado para participar). Então vamos lá:


  • O mundo seria mais feliz se...  Todos tivessem mais tolerância, respeito e amor ao próximo.
  • Uma amizade é realmente importante quando...  vocês se entendem apenas com um olhar.
  • Paciência e Tolerância são pra mim...  O princípio de tudo.
  • Algo que me irrita profundamente é... Ingratidão, ônibus lotado (tenso), pessoas que fazem os outros de degrau.
  • Acho que as pessoas mais humildes... Sempre são mais alegres, independentemente  das condições.
  • Quando os dias amanhecem nublados eu... Choro, choro bastante, porque depois da tempestade, sempre vem a calmaria. 
  • Uma qualidade indispensável nas pessoas é...  Saber ouvir.


Eu indico as amigas:


* Náthali: Quem casa quer blog






16 julho 2014

Quando o marido quer ser promovido à pai

Oi gente!!!! Como estão?

Ando muito pensativa ultimamente, minha cabeça está com várias coisas ao redor, e quando estou assim, logo escrevo aqui pra não enlouquecer de vez.
Senta que o post é longo!
Bom... o assunto em questão é sobre filho. E então que esses dias atrás fiz um este post reclamando da pressão que venho sofrendo para ser mãe.
Só que... só que as circunstâncias vão mudando, mudando e acabam bagunçando tudo.
Grande culpa dessa indecisão está sendo alimentada pela vontade do marido em "ganhar uma promoção", assim digamos. Vamos aos fatos:

O Maycon sempre quis ser pai. No começo do nosso namoro ele me fazia perguntas do tipo: "E se eu tivesse um filho grandinho já, o que você faria?"
Sabendo que essa curiosidade dele não passava de uma suposição, eu só dava risada e entrava na brincadeira. Ele tinha momentos de ficar imaginando o que as pessoas iriam pensar se nós saíssemos com o meio irmão dele (na época com pouco mais de 1 ano), se pensariam que seria nosso filho.


Esse é o meio-irmão do Maycon. Esta foto, se eu não me engano foi em 2008.


Eis que em 2009 descobrimos que meu cunhado seria pai. Não demos muuuuita importância pois a menina era uma folgada (um caso bem complicado que um dia eu explico por aqui.). Em outubro nasceu a nossa sobrinha, a Emilly Vitória, hoje com 4 anos, e um belo dia, cheguei na casa do Maycon e lá estava ele sentado na cama com a bebê no colo, olhando e admirando aquele serzinho pequeno de 15 dias ali em suas mãos. Senti todo o momento entre os dois ali, toda aquela coisa de conhecimento, dos olhares... lembro da cena como se fosse ontem. E todas as vezes que ela vinha nos visitar, era a mesma coisa. Quando saíamos na rua, ele queria carregar no colo, todo bobão.


Emilly com 7 meses. Olha o jeitinho do Maycon.

Outro momento lindo deles.


Quando a Emilly tinha 1 ano e 3 meses, meus cunhados se separaram e foi uma confusão. Resumindo: a criança passava de vizinho à vizinho enquanto a mãe fazia "bagunça" com outros rapazes. Ficamos indignados com a situação e minha sogra assumiu a guarda da nossa sobrinha. Vimos todo o seu crescimento, ela passava finais de semana lá em casa, sempre íamos para passeios legais, participamos de todas as etapas do aprendizado dela e sempre presenciei o carinho enorme entre os dois, toda a bagunça que se forma quando eles se juntam. O Maycon joga ela pra cima, ela pula nas costas do Maycon, e gritos, gargalhadas... com certeza a diversão é garantida!


Neste dia a Emilly presenteou o tio com um "xixizão"


Passeio no Zoológico.


Passeio no shopping.


Adoro esta foto! Emilly mostrando pro tio quantos anos tinha na época.

Foram por esses motivos que comecei a perceber a necessidade do marido. Ele começou a pedir um filho, pedia pra Emilly me falar que queria um priminho, se derretia por crianças, do jeito fechado dele, mas que só percebe quem realmente o conhece.
Até pouco tempo atrás eu nem dava bola para esses "pedidos", mas com o passar dos tempos fui percebendo que o reloginho aqui dentro está gritando e chamando a minha atenção. Por toda essa vontade dele, por perceber o quanto ele está entusiasmado com o fato de ser pai logo está meio que "contagiando".
Ele passa muito mais tempo, por exemplo, pensando em nomes para bebês, assistindo "Um Bebê por Minuto" comigo, sempre tem uma palavra de conforto. Mostra-se mais interessado em alguma leitura sobre comportamento infantil, como educar filhos... e aí, o que fazer com tudo isso?
O que fazer quando seus medos, insegurança e aflição estão acima dos sonhos?

Penso em parar com meu remédio só pra ver como vai ser, conhecer melhor como funciona meu corpo, afinal, não são todas as mulheres que engravidam de 1°. Vamos tentar então!
Mas e se... e se acontecer de engravidar rápido?
Aí vem o Maycon dizendo com um sorrisão de orelha a orelha, que "se engravidar, engravidou, fazer o que?! Não vai nascer agora, só daqui 9 meses."
Mas aí que daqui a 9 meses já terão entregue o apê oremos e todo "pelado". Como reformar/mobiliar um apartamento com bebê novinho pra cuidar? Não... vamos deixar pra mais tarde!

E assim eu vou vivendo, dia após dia com essa dúvida no coração. Eu quero, marido quer. Mas a parte racional e extremamente calculista que vive ativamente em dentro de mim não quer.
Os dois lados do cérebro estão em conflito. O lado emoção diz que eu posso ser mãe, passar por cima dos meus medos e gerar uma linda criança para alegrar nossa família. Agora o lado razão diz para colocar os pés no chão que agora filho não dá.
Difícil saber se existe alguém mais bipolar do que eu! Agora quero filho, daqui 5 minutos não quero mais! Quero ser dura, mas marido está me amolecendo.
Como é que pode esse homem dos olhos verdes mais fascinantes que já conheci ter esse poder de entrar na minha mente fechada, empolgado com idéias mirabolantes e simples de resolver, mudar tudo o que eu penso?
Depois dizem que mulher é que influencia, mulher que manipula os homens. Sei não hein?!
É Aline... ninguém disse que seria fácil...
O que eu faço com este homem, gente?
Não me desfaço, não empresto e não divido.

14 julho 2014

Inspirações para sala - Sofá

Oi gente!!! Como vocês estão?
Eu estou um pouco melhor, mas estou muito perdida!!!

E para distrair resolvi dar uma olhada em alguns sofás de inspiração lá pro apê.
Eu e o Maycon sempre optamos por conforto, e eu mais ainda pela aparência. Nossa idéia para o sofá já está bem formada na cabeça, queremos ele retrátil e reclinável,  que seja bem gostoso e fofinho. E o principal de tudo: tem que caber na "enorme" sala do apê. 
Fui dar uma "fuçada" na internet para ver quais os tipos de tecidos, cores, modelos que encontrava e me deparei com alguns que fiquei encantada. Olhem só que lindos:


Achei maravilhosa a cor este sofá. E parece ser bem confortável.

Outro sofá lindo, lindo. Gostei muito da cor também e estas almofadonas dão uma sensação muito boa.


Fonte aqui. E eu novamente voltada para cores claras. Vai dizer que não é um charme?

Embora este sofá aparenta não ser reclinável, olha só estes assentos. Parecem ser tão macios e fofos. A cor eu achei meio pesada, mas no geral eu gostei bastante. 

Bom... como já deu pra perceber, eu adoro sofás em cores claras. Mas para quem pretende ter gatos, cachorros e um zoológico inteiro dentro do apê não dá certo né? E sem falar que qualquer esbarradinha, qualquer pézinho ali em cima já suja tudo.
Ultimamente tenho reparado em um certo charme dos sofás vermelhos e estou pendendo muito para este lado!!! Maaaas... somente eu, né?! Porque definitivamente marido odeia vermelho. Odeia de verdade!! Não tenho nada vermelho em casa, posso contar quantas peças de roupas vermelhas eu tenho.
E como não custa nada sonhar... aqui estão alguns modelos que me chamaram atenção:


Fonte aqui. Nem preciso dizer que estou apaixonada por ele...

Fonte aqui. Este tom de vermelho também é lindo.

Fonte aqui. Gostei também. Só achei estranho a cor do tapete.

Esses modelos me agradam muito, e acredito que seja o que mais se adapta à lugares pequenos. E já percebi aqui na blogosfera que este tipo de sofá faz sucesso, também né?! E não é pra menos!

Fico imaginando a cena: eu e marido em um dia frio, deitados neste sofá macio, assistindo um filme e comendo pipoca. Huuuuummm...
Em relação à visitas, acho que não teremos um fluxo tão grande, mas pensando nisso temos planejado umas banquetas em frente ao passa-pratos da cozinha, além das cadeiras da sala de jantar, então ninguém ficará de pé.

E aí meninas, o que acharam destas inspirações?
Contem-me sobre suas preferências também, vamos compartilhar nossas idéias!


10 julho 2014

Momento de fraqueza

E veio assim, sem razão, sem motivos, sem entender.
E tenho fé que da mesma forma que veio, com certeza irá embora. Meus motivos para sorrir são bem maiores e tristeza nenhuma vai me abalar.


Sem mais para dizer, apenas me expressar e jogar pra fora toda esta agonia dentro do meu peito.

07 julho 2014

Relato da visita na obra

Olá pessoas queridas!!!
Tudo bem por aí?
Por aqui está tudo ótimo, tudo feliz... rsrs.

Então que no último sábado (05/07/14) fomos visitar a obra do apê. Fiquei a semana toda ansiosa, esperando chegar o dia, contando nos dedos e sonhando com aquele momento.
Pois bem, eis que chega o dia esperado. O horário agendado para a visita eram às 08:00hs. Marido e eu chegamos lá 07:40hs. Tinham alguns moradores esperando, mas eram poucos, e já aproveitei para me enturmar. Uns 10 minutos após, surge o engenheiro responsável por acompanhar a visita, pediu para o pessoal se organizar em grupos de 8 pessoas para ficar mais fácil. Como quase ninguém se prontificou, eu rapidamente me ofereci para o início da visita. Colocamos os capacetes e entramos. Quanta emoção gente!
Já na entrada o engenheiro nos explicou que como o nosso bloco estava sendo trabalhado no momento, entraríamos em outro bloco, mas que não faria diferença pois todos são iguais. Fiquei um pouco chateada, pois queria muito ter entrado no meu bloco, só que estavam assentando a cerâmica, então, sem chance.


Este foi o momento que ele nos explicou sobre os bloco. Estávamos dentro do condomínio já.
                                     
Outra visão do bloco. Este é o módulo 2, que está um pouco "atrás" em relação ao módulo 1. Nosso bloco faz parte deste módulo.

Seguimos mais à frente, aonde ele nos mostrou o local da central de gás (duas delas), os vestiários e a área de lazer.


Central de gás, vestiários e a lixeira. Este espaço vazio aqui será o estacionamento.

Área de lazer. Esta parte gramada será a cancha, lá no fundo o salão de jogos. Na frente será o Espaço Fitness e o salão de festas (na foto ele não aparece).



Então ele nos convidou para conhecermos o bloco e os apartamentos. Obaaaa... vamos lá então.

Corredor de acesso à entrada do bloco. Gostei tanto.

Mais uma foto do corredor, agora sem "vizinhos" na frente.

E quando entrei no bloco,o coração deu uma acelerada. Nem estava acreditando. Visitamos os apartamentos do 4° andar e olha... ainda bem que escolhemos o térreo!! Que sufoco todas aquelas escadas, até o engenheiro cansou e ainda brincou:
"- Agora imaginem que aqui nós subimos e descemos estas escadas o tempo todo!"



A emoção era tanta que olha o resultado da foto, bem desfocada, rsrs! Se não me engano, este era o segundo andar.

No quarto andar. Reparem nesta coluna ali atravessada. Ainda vou falar sobre ela.


Detalhe da parede do corredor.  Este acabamento é bem lisinho e não machuca, não arranha. Gostei também.


E foi nessa hora que ouvimos a frase mais gostosa do dia:

"- Pessoal, aqui nós temos 3 apartamentos disponíveis para que vocês possam ver. Fiquem à vontade e qualquer dúvida é só perguntar."

Eu rapidamente já disse que tinha uma dúvida. Perguntei do nicho no banheiro, se era permitido. E tal foi a minha surpresa quando ele me disse que não sabia o que era nicho. Gente, fala sério, um engenheiro não saber o que é nicho? Tive que explicar o que era e ele meio confuso me respondeu que não pode derrubar a parede, mas fazer furo pode. Oi? Acho que ele não me entendeu mesmo.
Me disse também que os detalhes tinham que ser esclarecidos com o pessoal de edificações, pois ele era só o engenheiro da obra. Ahnnn? Tô entendendo bem ou ele não falou coisa com coisa?
Bom... mas deixando esta parte pra lá, entramos em um apartamento com a mesma planta que o nosso.
Foi muito legal, nunca tinha visto nenhum decorado com aquela planta, matei toda a minha curiosidade.

Este cômodo é a sala. Pequena né? 


Meu gato fazendo graça na porta do Quarto 2.

Feliz da vida já imaginando como ficará o quartinho.




E aí o marido olha para cima e acha um problema: entre a sala e o corredor de acesso aos quartos, tem uma coluna atravessada, o acabou com todos os planos do marido para o gesso. Ele ficou muito indignado com a situação e até no vídeo que gravei aparece ele apontando com a maior cara de "não acredito nisso".
Tudo isso porque queríamos que o gesso formasse um L entre sala e corredor, o Maycon já tinha uma idéia certa na cabeça de como iria fazer e tudo. Mas, nem tudo sai do jeito que queremos, e o marido é esperto o suficiente para criar outra "obra de arte". Já temos algo em mente.

Esta é a coluna que tanto chateou o Marido.

 Quase não tirei fotos do apartamento, preferi gravar um vídeo, acho que fica melhor a visualização.
O vídeo tem todos os detalhes do apê, mostro cada cômodo e tem ênfase no banheirinho.



video


E foi chegando ao fim a nossa visita. Antes de irmos embora, o engenheiro nos levou na frente do bloco, porque tinham alguns "vizinhos" que ainda não sabiam qual era o bloco acreditem nisso. Tinha muita gente perdida que mal sabia qual era a sua planta. Será que só eu que vou atrás de informações?


Este é o nosso bloco. Está bem atrasado em relação aos demais. 

Já na saída, entregando os capacetes, olhei na portaria do condomínio e tinha muita gente lá fora esperando. E estava uma confusão, uma bagunça geral. Tinha bate boca e tudo. Imagine que se na visita foi assim, como será na reunião de condomínio?
Eita vizinhança complicada. Já começamos bem!!!

E assim foi a nossa visita. Foi uma manhã gostosa e que me deixou bem contente. Não fiquei muito eufórica porque eu não visitei o MEU apê, e sim o apartamento de outra pessoa. Mesmo já sabendo que seria desta forma, ainda tinha um pinguinho de esperança, afinal ela é a última que morre!!!

Espero que tenha conseguido detalhar os principais pontos, pois eu estava muito "aérea" na hora e acabei esquecendo muita coisa.
O que acharam?


02 julho 2014

Bodas de Couro

Olá gente linda!!!!
Como estão?

Estou postando hoje por um motivo muito especial: marido e eu estamos completando 3 anos de casados!!!
Pesquisei e achei sites informando que estamos comemorando Bodas de Trigo ou Couro vamos "aceitar" essa nomenclatura indecisa mesmo!
Viva! Um brinde ao nosso amor!




Que o amor seja tão intenso
que suporte a rotina inevitável.
Que seja como o céu, imenso
e não veja no outro os defeitos insuperáveis.

Que seja este sentimento muito forte
Para que cada dia apague uma agonia.
Que saiba navegar para o norte,
quando ao sul apresenta-se com ventania.

Que com o passar do tempo
seja cego para que não veja tudo.
Que possa com sabedoria como o vento
varrer com força a para longe o luto.

Que dois sejam sempre um
e que um possa ser sempre dois
Para que assim o gosto amargo do rum
apague o gosto do feijão com arroz.
E que sejam os dois, quando necessário
Surdo, mudos e cegos
Pois só assim, ambos solidários
não ferirão ferozmente o ego.


Gato da minha vida, ter casado com você foi a escolha mais sensata que eu tive. Acredito em destino, porque o nosso estava traçado desde aquela época da creche, em que nem imaginávamos nada.
Sou muito feliz vivendo minha vida ao lado da sua. Te amo!!


01 julho 2014

Falando sobre gesso.

Oi pessoas queridas!!!
Como estão por aí?
Por aqui está muito, muito frio, estou sofrendo com a minha rinite que parece evoluir para um resfriado. Mas vamos lá, nada de ficar doente agora né?! Essa semana nós temos visita na obra lá no apê. Vou levar minha câmera e se for permitido tirarei foto de tudo, cada detalhe! Aiiii que emoção!!!!

Bom, vamos ao assunto do post então.
Quero comentar hoje sobre um detalhe que acho muito legal e também um pouco delicado, que é o gesso.
Sempre achei muito lindo um forro todo de gesso, bem detalhado e desenhado. Confesso que não sou uma pessoa que se contenta com a simplicidade, sempre quero tudo mais bonito e mais caro #maridopira, e se não é do jeito que eu quero, fico muito frustrada e irritada. Só que tem horas que o bolso grita e não dá pra ter tudo o que se quer.

Meu sogro recentemente iniciou alguns trabalhos com gesso e drywall. Só que né?! Nem contamos com o serviço dele no apartamento,  por motivos que só quem o conhece sabe. O Maycon está desempregado no momento e está fazendo bicos para o pai até encontrar emprego na área. Olha que capricho o trabalho deles no momento:

Sala.


O detalhe da ilha. Achei legal e bem feito.

E aí, em uma conversa entre os dois esses dias, para a nossa surpresa, meu sogro disse fará o gesso lá no apê \o/. Só pediu para comprarmos o material e ajudar na instalação, até o momento, ainda tem grande chance dele mudar de idéia e dizer que nunca falou nada.
Fiquei muito contente e já estou procurando alguma inspiração. Pensamos em fazer alguma coisa mais elaborada na sala de estar/jantar, mas ainda não achei nada que me faça pensar no tipo "é esse que eu quero". Para os quartos quero algo mais simples, talvez uma sanca bem básica ou uma moldura legal.


Esta sanca eu gostei para colocar no quarto. Fonte aqui


Também gostei para a sala estar/jantar. Fonte aqui


Eu gostei particularmente deste efeito L, que aí poderia se estender no corredor. Gostei da iluminação também. Seria para a sala e corredor de acesso aos quartos. Fonte aqui 

Essa seria mais ou menos a idéia do Maycon para a sala. Fonte aqui

Para a cozinha, quero algo simples e que não fique cheio de gordura acumulado. Por mais que tenha uma coifa/depurador sempre tem algum vestígio de gordura, e sem falar que pode ser um lugar úmido.
Marido disse que com o tempo a umidade destrói bastante o gesso, ele entende disso agora.  Mostrei a foto de inspiração à ele e me disse que é algo assim que tinha pensado também. Eu sempre tive em mente algo bem básico para esta parte da cozinha.

Esta moldura gostei para colocar na cozinha. Achei bem discreta. Fonte aqui

Estas fotos são apenas algumas opiniões, ainda não sei ao certo como fazer principalmente com a sala, mas assim pelo menos eu tenho um registro das primeiras idéias. Vamos ver se o marido aprova mais alguns detalhes. 
E por falar em marido, acreditam que ele não gosta de spots? Eu particularmente sou apaixonada por eles e adoro o efeito de iluminação. Marido diz que as luzes são muito quentes e vão deixar o apê abafado. 
Gente, o Maycon é cheio de calor, nunca vi uma coisa dessas, tudo é quente, tudo incomoda, qualquer solzinho e ele já tá suando. Pelo menos ele concordou em partes em colocar spots no corredor. Por mim teria spot em tudo, tudo mesmo, rsrs... Mas como não vou morar sozinha, tenho que escutar as opiniões dele e tentar entrar em acordo. E fala sério, tudo pelo amor né?!

O que vocês acharam?
Como foi a escolha do gesso de vocês?
Tem alguém assim como eu, sem saber ao certo o que fazer?