16 agosto 2016

Como foi o Dia dos Pais por aqui!

Oi gente! Tudo bem com vocês?
Bom... já nem vou me desculpar pelo sumiço, porque está ficando feio já, rsrs... Mas resumindo um pouco, estou fazendo coisinhas de bebê para meu sobrinho (sim, é menino: Luiz Guilherme. Mais tarde contarei como eles revelaram para a família) e também estamos dedicando um tempo para os amigos nos visitarem e conhecerem o apê. Não tenho postado muito, mas estou sempre visitando os blogs das amigas!

Voltando para o tema do post contando como passamos o Dia dos Pais: Novamente eu e minhas irmãs optamos por um presente único e econômico para o pai. Compramos um porta vinho em mdf, pintamos, decoramos com tecido e para finalizar, recheamos a caixinha com um bom vinho:

Caixinha de mdf decorada pelas nossas mãos.

Se o pai gostou? Adorou!!!

Meu pai e minhas irmãs.

Minha mãe fez um almoço com a família inteira! Cada um levou um pouco de carne, cerveja, refri, maionese, e foi um domingo de sol muito gostoso. Comemoramos também os aniversários do marido da minha prima e do meu cunhado mais novo. Fiz um bolo recheado com ganache de chocolate meio amargo e cobertura de leite Ninho. #foisucesso

Toda a família reunida!!!

Minhas irmãs e minha mãe! 

Minha vózinha!

O post de hoje foi bem curtinho, para registrar mesmo o Dia dos Pais! Estou tentando ser mais objetiva nas postagens, rsrs...
E é isso pessoal... logo eu volto! Quero muito escrever a resenha do chuveiro, prometo que este ano ainda sai, rsrs..

Bjs, até mais!


20 julho 2016

Tag: De tudo um pouco

Oi gente!!! Como estão?
Hoje vim aqui responder a tag que a Grazi, do Lar Esmeralda me indicou. Muito obrigada, querida! Aqui vão as minhas respostas:




1) Qual o seu estilo de música preferido?
Eu adoro rap, hip hop, músicas animadas para dançar, músicas calmas para refletir e músicas fáceis de cantar, rsrs... Deu pra entender? Hahaha...

2) Qual sua peça de roupa favorita?
No verão eu sou a louca dos vestidos. Adoro vestidos, acho super femininos e versáteis. Já no inverno qualquer roupa que me aqueça do frio é válida, rsrs...

3) Qual seu sapato favorito?
Adoro sapatos de salto, porém não me dou muito bem, mas uso do mesmo jeito (uso saltinhos médios).

4) Camisa ou camisola? 
Depende muito. Tem dias que as camisas do marido são perfeitas!

5) Cabelo estiloso ou tradicional? Liso ou encaracolado?
Tradicional. Enrolado!

6) Brigadeiro ou sorvete?
Meu preferido é um sorvete bem confeitado, cheio de guloseimas e derivados de chocolate!

7) Doce ou salgado?
Com certeza doce!

8) Como define o seu estilo?
Sou bem básica, prefiro o conforto (apesar de sofrer com os sapatinhos de salto, rsrs).

9) Você é consumista ou só compra o básico?
Olha... eu consigo me segurar bem, mas às vezes bate aquela loucura de comprar tudo o que vejo e depois me arrependo. Marido diz que sou consumista!

10) Você se considera vaidosa?
Sim, mas não muito. Na verdade sou um pouco preguiçosa, rsrs...


Regras da Tag:

- Responder todas as perguntas
- Indicar no mínimo 11 blogs com menos de 500 seguidores;
- Colocar o selo da Tag;
- Colocar o link de que te indicou.

Bom... como estou rebelde hoje (rsrsrsr...) vou descumprir uma regra deixando a tag aberta para quem quiser responder. Fiquem à vontade, pessoal!!! Só não esqueçam de me avisar aqui para eu dar uma olhadinha nas respostas alheias =*

E novamente, muito obrigada Grazi por lembrar do meu blog. Obrigada pelo carinho.


11 julho 2016

Minha opinião sobre piso vinílico!


Oi gente! Tudo bem com vocês?

Primeiramente gostaria muito de agradecer às amigas todas as palavras e carinho que recebi no último post. Fiquei muito feliz com cada querida que se importou realmente com a fase que estou passando! Muito obrigada, mesmo!!!

No post de hoje, como já prometido, venho deixar aqui minha opinião em relação ao piso vinílico. É bem difícil acharmos informações sobre ele, já que é um tipo de piso não muito comum aqui no Brasil, agora que está começando a ficar mais popular, e então para ajudar venho relatar as minhas experiências. 

Contei sobre a instalação do piso neste post e aqui também.

Quando optamos pelo vinílico, não encontramos muita coisa na internet a respeito, mas mesmo assim decidimos nos arriscar pela vaga informação que achamos. Por morarmos em apartamento térreo, a umidade que atinge o piso é mais séria, por isso já descartamos totalmente o piso laminado. A cerâmica parecia ser o mais aceitável já que não sofre com a umidade, mas não queria que meu lar ficasse gelado como um iglu, e uma das características do vinílico é o conforto térmico! Juntando esses fatores conforto térmico + umidade (que poderia aparecer com maior frequência) + aparência + acústica + fácil instalação, não tivemos dúvidas em optar pelo vinílico.

Na loja em que compramos o piso, eles trabalham com a marca HG Tech. Nunca tinha ouvido falar, mas se tratando de vinílico, tudo é muito novo.
Escolhemos uma cor que agradasse os dois, ou seja, nem muito escura, nem muito clara. Ficamos com o Ecovinil MSW1020:

Fonte. Ele não é escuro como nas fotos, mas a iluminação acaba alterando os tons.



 E a minha opinião? Bom... depois de quase um ano de instalação encontramos problemas sim, mas as vantagens são maiores:

Aparência: Eu achava que vinílico fosse tipo uns tapetes de borracha que encontramos em casas mais antigas, então confesso que tinha um pouco de preconceito. Mas gente... ele é incrível! É uma régua bem rígida e imita perfeitamente a madeira!!! O modelos que escolhemos ainda tem fissuras, o que fica mais parecido ainda! As pessoas vivem confundindo com piso de madeira, laminado.

Piso logo que foi instalado.

Fissuras no piso, imitando madeira rústica.

Instalação: Foi um pouco demorada devido ao alisamento que o rapaz teve que fazer, pois a MRV entregou nosso apê (e a maioria de todos os apartamento aqui do condomínio) sem contrapiso. Acho que foram 5 dias para instalar, isso porque o rapaz era meio sossegadão e trabalhava sozinho. Mas foi tranquilo, não teve sujeira e ele só precisou de cola e estilete.

Acústica: Quando chego em casa de salto, claro que faz barulho, mas algo bem mais sútil. Quando derrubamos coisas pesadas no chão, parece muito quando cai algo em cima de tapete, aquele barulho choco e abafado, sabe?! Não temos problemas quanto ao quesito barulho.

Limpeza: O instalador alertou para o uso de ceras de qualquer tipo: pelo fato do piso ter fissuras, com o tempo o produto vai se acumulando nas ranhuras e pode tirar todo o efeito rústico, e inclusive danificar a sua superfície, por isso aboli a cera da lista de limpeza! Fui orientada a utilizar uma vassoura de cerdas bem macias e para tirar o "grosso", limpar com pano úmido e detergente neutro.
Até procurei produtos específicos, porém encontrei pouquíssima coisa, a maioria era para uso industrial e ainda com a orientação em uso de "piso paviflex". Pelo que pesquisei, é quase a mesma coisa, mas preferi não me arriscar. Aqui sigo as orientações do instalador, somente troco o detergente neutro pelo Ajax Festa das Flores diluído na água (nunca direto no piso), para deixar aquele cheirinho gostoso de limpeza.


Produto que uso para limpar o piso e deixá-lo cheiroso.

Conforto térmico: O piso é super quentinho no inverno, dá pra andar descalço tranquilamente, fica super aconchegante. No verão, é fresco, o apê fica bem fresquinho, não fica aquele calorzão que geralmente vem do chão, sabem?!

Valores: O vinílico não é um piso barato, mas também não é algo extremamente espalhafatoso: pagamos em torno de R$ 2.800,00. Fizemos orçamentos na época em quase R$ 5 mil e pudemos perceber que o responsável pela variação de preço muitas vezes é o rodapé.


Problemas: Logo que instalamos o piso, percebemos que em alguns pontos quando caminhávamos faziam uns barulhos o tipo "descolando". Achamos que fosse pelo fato da cola não ter secado totalmente, e que com o tempo resolveria. Mas pelo contrário, o barulho só foi piorando e as réguas começaram a soltar nas pontinhas. Chamamos o instalador e ele nos disse que provavelmente foi a cola que utilizou, pois como fazia frio na época e o apê estava vazio, acabou não aderindo corretamente. Foram feitos os reparos utilizando uma cola diferente e as réguas foram recolocadas (no total foram umas 5 ou 6 réguas em pontos diferentes). Mas agora com o frio voltando com tudo, percebemos novamente o barulho de "descolamento" (como se puxasse um durex com força) e as réguas estão "empinando".


Na entrada do nosso quarto.

Nessa parte a borda chegou a quebrar, de tantos tropeços. Também na entrada do nosso quarto.

No nosso quarto, bem rente ao guarda roupas.

No nosso quarto, entre a cama e o guarda roupas.

Na porta de entrada para o segundo quarto.

Neste caso achamos que não é problema do piso, mas do instalador. Talvez ele tenha economizado na cola, ou usado alguma de qualidade inferior, talvez o alisamento não foi feito corretamente. Talvez tenha refeito o trabalho com preguiça (estava dentro da garantia de instalação ainda). Ou talvez seja realmente por causa do clima. Por coincidência esses defeitos apareceram no nosso quarto, o último cômodo em que o rapaz  fez a instalação. Estranho, né?!
Marido e eu estamos querendo fazer o reparo por conta própria. A cola para piso vinílico é vendida em materiais de construção e tem fácil aplicação. Como são só essas "bordinhas", fica mais simples de ajeitar. Qualquer coisa, venho correndo contar para vocês.

Dilatação: outra coisa que reparamos foi o afastamento entre algumas réguas. Tem lugar que conseguimos ver bem certinho a camada de alisamento que foi feito. Imaginei na hora que poderia ser alguma dilatação do piso devido à mudança de clima.

Dilatação na sala.

Essa "valetinha" está bem visível. Não sei se na fotos vocês observam, mas o contrapiso fica bem nítido.

Procurei na internet explicações sobre o que poderia ser e achei resultados que me deixaram muito mais em dúvida. Como disse ali em cima, a informação sobre o vinílico é pouca e muito confusa, e nas pesquisas que fiz encontrei sites dizendo que o piso dilata, e outros dizendo que o piso não dilata. Então entrei em contato com o representante do piso em Curitiba (achei que ele poderia ter mais informações do que o instalador) o rapaz me disse que realmente o piso não dilata, o que sofre com a variação de temperatura é a cola. Mas tenho observado essa variação somente em alguns pontos do apê, não é nada generalizado ou exagerado, mas para uma perfeccionista nata, não adianta, tudo parece ter proporções maiores.

No geral, gostei muita da nossa escolha pelo piso vinílico e apesar dos probleminhas apresentados, não me arrependo, encontrei muitas vantagens.

Pessoal... as fotos ficaram com variações de cores devido à iluminação, (dia, noite, sol, lâmpadas, inverno, verão), câmera (umas eu tirei quando minha câmera ainda funcionava, outras com o celular). A cor que ficou mais próxima do natural é aquela primeira seleção de fotos logo que o piso foi instalado.

Mais alguém optou pelo vinílico? Para quem está pesquisando sobre, espero que o post tenha sido útil.
Tenho mais resenhas para fazer, e provavelmente a próxima será sobre o chuveiro.
Bjos, até mais!


04 julho 2016

Voltando...

Oi gente!!! Tudo bem com vocês?

Já começarei direto ao ponto: explicando meu sumiço!
Acontece que em maio fiquei muito ruim de saúde. Fiquei praticamente o mês inteiro com dores, inchada, desanimada, foi terrível. Fui ao médico e levei um baita susto quando ao fazer um exame, a suspeita era uma gravidez ectópica!!!! Passou muita coisa pela cabeça, inclusive o fato de não poder engravidar. Pedi muito a Deus que não fosse nada deste tipo, e graças à Ele, foi só o susto mesmo. Provavelmente foi um cisto que se rompeu. mas ainda tenho que investigar isso direito.

Passado o sufoco, comecei a sentir que ainda não continuava bem, mas dessa vez não era fisicamente e foi me batendo uma aflição... Não conseguia me sentir disposta para nada. Aí resolvi que precisava de um tempo quietinha, só para meus pensamentos. Me afastei aqui do blog, deixei de fazer coisas que gosto... foi tenso, gente! Fiquei triste demais!
Mas graças a Deus (novamente), estou conseguindo melhorar sozinha e aos poucos voltando com a minha rotina. Tenho também ao meu lado um esposo maravilhoso que me coloca para cima, me mostra todas as minhas qualidades, que estou passando por uma fase difícil mas ele sempre estará comigo! Te amo, marido!
Ainda não estou 100%, mas já percebi uma melhora. Às vezes ainda tenho crises de choro, de desânimo, tenho umas recaídas, mas passa. Do mesmo jeito, sem explicação. Do jeito que vem, passa!

E nesse tempo que fiquei afastada, muita coisa aconteceu. Vou resumir para vocês!

Dia das Mães: Como eu e minhas irmãs estávamos todas sem dinheiro, resolvemos presentear a mãe com algo mais em conta e feito com todo o carinho com nossas próprias mãos. Tive a ideia de confeccionar um buquê de flores com papel crepom. Ficou lindo e a mãe adorou:

Buquê com uma dúzia de flores.

Florzinha individual. No miolinho colocamos bombom e encapamos com crepom amarelo.

Notícia do ano: Vou ser titia mais uma vez! Dessa vez serei tia de sangue mesmo, minha irmã descobriu que está grávida (a Emilly é filha do irmão do Maycon). Já tenho muitas ideias do que farei para meu sobrinho(a). Muitos sapatinhos, casaquinhos, touquinhas, luvinhas todas em crochê. Muitos bordados, personalizados... afff, estou animada! #atialouca

Feliz demais!!

E a tia aqui já fez o primeiro sapatinho do neném!

Aniversário da minha avó materna: A vózinha completou 87 anos (ela diz que tem mais) em maio e eu fiquei encarregada pelo bolo, já que estou aprendendo a confeitar. Comemorar com a família o aniversário dela é uma dádiva. Agradecer pelo tempo em que permanece conosco e cheia de saúde, nada se compara:

Bolo de pão de ló recheado com pêssego.

Dia dos Namorados: Mesmo com o orçamento apertadinho, não deixamos passar em branco. Marido me levou para passear no Caminho do Vinho (um lugar muito bacana aqui em São José dos Pinhais/Pr, muito bom para descansar, degustar e comprar vinhos dos produtores da região. Isso sem falar na culinária. Quem for daqui, recomendo muito o passeio). Comemoramos o dia dos Namorados no sábado, em um café colonial maravilhoso, quentão para espantar o frio e um vinho para saborear mais tarde em casa.

Vinho, chocolate e muito amor envolvido!

Aniversário do meu avô paterno: No mês de maio, meu avô nos deu um grande susto: sofreu um AVC. Ele é super ativo, e ficar de cama foi o fim. Ter que depender dos filhos para as necessidades mais básicas do dia a dia lhe deixou muito triste. Graças ao bom Deus ele está melhor, fazendo fisioterapia e já está conseguindo andar. A família se reuniu (apesar de todas as diferenças) e fizemos uma festinha para comemorar seu aniversário, que foi em junho. É incrível tudo isso, não é?!

A alegria no mu avô e dos netos ali atrás. Tinha muito mais gente aí...

Nossas Bodas de Madeira: Completamos no dia 02/07 nossas Bodas de Madeira, 5 anos de casados. A situação financeira aqui em casa está feia, rsrs, então fiz um jantarzinho bem simples para não passar em branco. Quem sabe não comemoramos novamente, né?

Jantar comemorativo das nossas Bodas de Madeira. Cardápio: arroz branco e fricassê de frango.

E é isso pessoal! Peço desculpas pelo sumiço, mas precisava mesmo de um tempinho.
Para o próximo post, venho falar sobre o piso vinílico, fazer uma resenha e contar o que estou achando (faz tempo que venho prometendo, rsrs...).

Obrigada à você que me acompanha por aqui e tem paciência de ler meus desabafos!
Bjos e até breve, pessoas!!! Prometo!



19 maio 2016

O banheiro!

Olá pessoal!!! Tudo bem com vocês?
Por aqui agora que estou melhorando. Passei a última semana de cama, não estava bem de saúde e nem consegui postar e visitar os cantinhos de vocês. Agora estou melhor e finalmente vim mostrar o último cômodo do apê: o banheiro!
E vou falar... se foi difícil tirar foto da cozinha por ser pequena, do banheiro foi um desafio. É super pequeno e apertadinho, tem 1,65m X 1,65m!!! Até comentei aqui no blog mesmo que não era fã do meu banheiro, justamente por ele ser quadradinho e apertado. Maaaaas... conseguimos deixá-lo do jeito que eu queria (quase! Ainda faltam alguns detalhes).

Bom... não reparem se as fotos ficarem cortadas, foi o melhor que consegui fazer depois de várias tentativas. Algumas imagens eu estava em cima de cadeira, outras sentada no chão, rsrs...
Então vamos lá!

Esta primeira foto mostra a parte de banho:

Colocamos um tapetinho anti derrapante para não haver nenhum acidente.
Marido cabe bonitinho dentro do box!

Quando compramos o apê nos ofereceram um kit diferenciado para o acabamento do banheiro. Optamos pelo piso original (cerâmica branca) e só pedimos para colocar azulejos em todas as paredes, do piso ao teto. O padrão da Mrv é azulejo somente no que eles chamam de "área molhada".
A janela é só enfeite. Na verdade passa um duto ali que teoricamente seria para ventilar, mas só serve pra escutar o que acontece no banheiro do vizinho, rsrs... bizarro! Em relação aos "cheiros" e ventilação, não é nada fácil: volta fedor de esgoto pelo ralo, e não tem pra onde sair, é horrível. Aromatizador no banheiro virou obrigatoriedade.


Feito o desabafo, temos ainda dentro do box:

Saboneteira de alta sucção. Vem acompanhada de um adesivo super forte para garantir a fixação.
Colocamos duas, pois marido e eu usamos sabonetes diferentes.

Com medo de furar as paredes e nos depararmos com algum problema (o que é altamente comum se tratando de Mrv) optamos pelos acessórios com sucção, que não precisariam de furos.


Para a parte de shampoo, optamos por esta prateleira de pendurar no box:

A foto não ficou muito boa, mas dá pra ter uma noção do tamanho do porta shampoo.
Tem duas prateleiras e dois ganchinhos para pendurar acessórios.

Olha... é um item bem prático e útil, mas estamos tendo problemas. Ele fica encostado no vidro, e quando abrimos a porta de correr do box eles se esbarram. No fim estamos com riscos no vidro em uma das portas. Precisamos pensar em outra solução para os cosméticos.


Nesta foto temos o chuveiro, que já deu as caras por aqui:


Geeeente... ele é maravilhoso!!! Cumpre tudo o que promete mesmo! O único ponto ruim é que faz um barulhão, parece chuveiro antigo. Mas eu amo meu chuveiro!


Eu tentei tirar foto do vaso e não deu muito certo, mas vou mostrar vocês terem uma noção de espaço:



A lixeirinha basculante ganhei dos meus pais. Ela é bem estreitinha, coube certinho no pequeno espaço existente.
Na parede acima do vaso penso em colocar alguma coisa: nicho, prateleira, quadrinho... ainda não sabemos. E entra novamente o receio de furar algum cano que passe por ali. Temos a planta hidráulica, porém nem sempre está correta a marcação, ainda mais que nosso apê é térreo e não faço a miníma ideia de como o encanamento vai até os andares superiores. Melhor não arriscar.


A papeleira segue a mesma linha de raciocínio de não furar a parede. É da mesma marca que as saboneteiras, com forte sucção e adesivo para melhor fixação:

Papeleira de sucção.

Posso dizer que não pagamos barato pelos acessórios de sucção, mas tenho certeza que foi melhor do que correr o risco de furar encanamento. E sem falar que fica super firme e fixo, e a instalação é super rápida. Ainda não experimentamos tirar para testar a aderência.


Agora vamos ver a parte da pia:

Foram várias tentativas para tirar esta foto. Mas enfim...
O armário segue o padrão de mdf da cozinha: caixaria Amêndoa e portas em Montego Blanc. A pedra usada foi o granito Branco Dallas.

Este móvel do banheiro foi meio que adaptado pelo montador, pois o projeto original foi tipo "imposto" pelo gerente da loja. Mas é claro que depois voltei na loja e mostrei algo do jeito que eu queria. No fim acabou indo pra fábrica o modelo cancelado e na hora da montagem o rapaz deu um jeito. Vou tentar explicar e resumir: era um armário com duas portas de cima a baixo da extensão do balcão, e uma prateleira dentro. O montador cortou as portas, passou a prateleira para baixo para formar o nicho e pronto. Ficou bom, ótimo, mas ainda gostaria que tivessem mandado o projeto certo.

Aqui está a foto para vocês "visualizarem" melhor a minha explicação.

Como ficou nosso balcão no final:



O rapaz da marmoraria nos disse que no valor pago estava incluso a pedra do banheiro. A nossa bancada ficou assim:


Ao redor do espelho queremos preencher com pastilhas de vidro. Além de no momento não termos dinheiro, ainda não entramos em acordo de como serão essas pastilhas. Já passamos pelas coloridas (verde, roxo, rosa, azul...), pelas mini canjiquinhas, depois em tons terrosos (mescla de marrom). Vimos as pastilhas que imitam aço escovado, cobre, enfim... uma infinidade e não conseguimos decidir.



Outra foto do meu kit lavabo que simplesmente amo de paixão. Agora estou doidinha porque preciso comprar o líquido aromatizador para repor (já está acabando o que tenho) e fico vendo tudo quanto é feirinha que a loja esteja participando e ando deixando o marido louco, rsrs... Quero ir em todas e comprar estoque de aromatizador.


Para pendurar as toalhas optamos por acessórios simples. Essas paredes nós furamos, pois não passa nenhum cano, então foi tranquilo. Tem um outro ganchinho seguindo o mesmo padrão, mas esqueci de fotografar.



E para finalizar o post, segue uma selfie no banheiro fofo, rsrs:



Para as próximas postagens pretendo fazer algumas resenhas. Eu pelo menos adoro ler relatos do que deu certo, se ficou bom, se recomenda... O que vocês acham? Alguma sugestão?

E aí pessoal, gostaram do meu banheirinho quadrado?
Bjos!!


04 maio 2016

Os quartos!

Olááá pessoal!!! Tudo bem com vocês?
Aqui em Curitiba / São José dos Pinhais estamos passando muito frio!! Tivemos temperaturas abaixo de 4°C!!! O que isso né?! Ainda estamos no outono, o que esperar do inverno então?!
Não gosto de frio, minha rinite judia demais.Sorte que lá no apê é super quentinho, pude ver que realmente escolhemos bem ao optar pelo piso vinílico. Mas esse assunto é para outro post.

Hoje vou continuar com as fotos do apê. Já mostrei a sala, a cozinha e agora chegou a vez dos quartos. Como no segundo quarto (vulgo Quartinho das Meninas) não tem muita coisa o que tem é provisório resolvi mostrá-los juntos. Então preparem-se porque terá muitas fotos e o post será longo!

Começando pelo corredor que dá acesso aos quartos e banheiro:

Tirei esta foto ao lado da porta de entrada. Essa é a visão de quem entra no apê e olha para a direita.

A portinha lá ao fundo que está fechada é o nosso banheiro. A primeira portinha lateral ali é o quartinho das meninas e a portinha do meio é o nosso quarto.

Por ordem então, começarei pelo quartinho das meninas:

A visão que temos da porta:


Por enquanto esse quartinho é o nosso "depósito". Como pega um sol bem forte de manhã, estou usando para secar as roupas. Arrumo o varal ali na parte ensolarada, e minhas roupas secam bem rápido.
Tudo o que tem aí é provisório: o sofá-cama era do meu sogro, e quando fomos morar juntos ele nos deu. A centrífuga e a cortina minha sogra comprou lá para a nossa outra casa.

Aqui tirei a foto de costas para a janela:


O guarda-roupas também é provisório. Minha sogra nos cedeu assim que fomos para a casa da minha mãe, porque o que tínhamos antes era muito grande e não dava certo no espaço que ficava nosso quarto. Ali guardamos sapatos, meus acessórios para artesanatos, ferramentas. Os ursinhos ali em cima são da minha infância, e tem alguns que o Maycon me deu quando éramos namorados ainda.



Agora as fotos do nosso quarto! Visão da porta:

De dia!
De noite!

A televisão (já era do Maycon antes), cômoda e um pedaço do guarda-roupas:

Essa foto foi tirada de manhã e não consegui barrar o sol. Saudades sol, rsrs...


Essa cômoda era do marido quando ainda era solteiro. Eu brinco com ele dizendo que vamos acabar ficando com esse móvel pra sempre, rsrs... Pretendemos pintá-la de branco ou então envelopar mais tarde. No momento vamos deixando assim até sobrar $$$.


Aqui temos a nossa cama com a cabeceira que fizemos:


Para quem ainda não viu, mostrei a confecção da nossa cabeceira neste post. Modéstia parte ficou linda, né?


Gosto de ficar trocando a roupa de cama para ver como ficam as combinações. Deve ser coisa de quem acabou de mudar de casa, rsrs...

Algumas das combinações de roupas de cama.
Tenho muita coisa guardada ainda para testar, rsrs...

Aqui a visão que temos do quarto ficando de costas com a janela:




 O nosso guarda-roupas:


 O espelho dele faz sucesso! Minhas irmãs e minha prima foram a loucura com esse espelho!!


O guarda-roupas também era da minha sogra. Ganhamos porque ela mudou de casa e não cabia na nova. Como estávamos sem dinheiro para comprar um novo, aceitamos este. E posso falar? Adoro ele!!!


Aqui a vista que temos da nossa janela:

Olhando pra direita.

Olhando pra esquerda.

Para finalizar, como são as nossas manhãs ensolaradas:

Solzinho matinal que somos presenteados.
Essas fotos foram tiradas no começo do mês passado.

Então é isso pessoal, o post ficou longo, mas acho que consegui mostrar tudo o que queria.
O que acharam?


Bjos!!!!