26 maio 2014

Apartamento térreo: como foi a escolha

Oi gente!!
Tudo bem com vocês?
Aqui em Curitiba está bem friozinho, muito gelado.

Então... hoje vou relatar como foi a escolha da unidade do apê.
Sempre sonhei em morar no alto, mesmo tendo muito medo de altura. Achava muito legal ver tudo de cima, falar para as pessoas que moro no último andar, parecia que era status...
Aí quando fomos comprar o apê, o corretor tinha uma unidade com o preço muito bom, bem agradável. Nos perguntou qual andar tínhamos preferência e eu logo respondi que era no 4° andar (o último). Minha surpresa quando ele me disse que esse apartamento era no térreo, e que os apartamentos superiores eram mais caros e também não tinham muita valorização. Não fiquei muito satisfeita, não. Saí de lá frustrada, porque não queria ninguém pulando e sambando em cima da minha cabeça... hhsuahsuashuaushua...
Fui pra casa pensativa. O Maycon já trabalhou com mudanças e disse que o pior de tudo é ter que subir escada com sofá, guarda roupas... e pediu para pensar neste ponto. Ok, pensarei. Pensando, pensando, me imaginei grávida, barriguda, quase nos últimos dias, subindo as escadas até o 4° andar (como o empreendimento é mais simples não tem elevador).

Não queira perder aquela oportunidade, era a oportunidade da minha vida. Então listei uma série de itens para me ajudar com esse "probleminha":
- Descarregar as compras do mercado: Imaginei chegando do supermercado, com o carro lotado de compras. Enche os braços de sacolas, enquanto um fica no carro descarregando as sacolas, o outro sobe até o 4° andar, destranca o apê, deixa as sacolas, fecha o apê e desce buscar o restante. Enquanto estão os dois para ajudar, tudo bem. E quando eu estiver sozinha? Ou então, sozinha e com filho pequeno?
- Visitas limitadas: Tenho uma avózinha que já é velhinha e tem dificuldades para caminhar. Lógico que quero que ela vá me visitar, que vá conhecer meu cantinho, assim como meu avô. Minha mãe está firme e forte, porém tem problemas cardíacos, não quero sobrecarregá-la fazendo subir escadas. Minha sogra também. Não quero ninguém chegando em casa ofegante.
- Posso arrastar móveis e usar salto alto: Vizinho nenhum vai reclamar do barulhinho do meu salto e que arrasto demais os móveis. Lógico que esta última opção vou evitar ao máximo, pois pode danificar meu piso.
- Mudanças, móveis novos, material para reforma. Tadinho do marido, né gente?!
- O fato ali em cima, da gravidez foi um fator muito decisivo, porque pretendo iniciar as tentativas quando o apê estiver pronto.
- Criança pendurada na janela: Gente, se meus filhos puxarem o Maycon, estado de atenção o dia todo. Pensem numa criança arteira, que aprontava todas. Então... era o marido. Mesmo com aquelas redes de proteção, ainda não sinto segurança, deve ser por esse meu medo de altura + o medo da herança genética do pai = nada de janela alta. Me imagino o dia inteiro falando pra criança sair de perto da janela.



Isso sem falar que as nossas janelas não tem vista para nenhum corredor, nossa visão será o muro, hihi... Gostei desta parte, pois morava em um local que TODO MUNDO passava e ficava olhando pra minha casa. Chegavam a esticar o pescoço pra ver o que tinha lá dentro. Dava uma raiva!!!
Preferi não listar nenhum contra pra não me arrepender, o que geralmente ocorre com uma facilidade absurda.

Aí sim, aprovamos então, morar no térreo. E no 1° bloco, bem próximo da portaria.

Gente, é importante frisar que são pensamentos meus para a minha convivência no apartamento, viu? Nada contra quem tem a coragem de morar no alto, acho tão lindo! Ainda mais nas épocas festivas de fim de ano, ver todo o espetáculo dos fogos assim, do alto. Essa é a minha opinião, viu?

Preferi não listar nenhum contra pra não me arrepender, o que geralmente ocorre com uma facilidade absurda. Lógico que estou ciente que tem suas desvantagens, os barulhos e problemas vindos de cima, mas no momento é algo que não quero me preocupar.


Bom, essas foram as razões para a nossa escolha.
Mais alguém para nos contar sobre isso?



9 comentários:

  1. Aline moro no terceiro andar, não me arrependi , claro q na gravidez ficava um pouquinho difícil subir mas devagar conseguia subir numa boa .... Mas tenho certeza q vai adorar morar no primeiro andar, tenha paciência com o bater da porta do bloco e irá dar tdo certo.
    Boa sorte na nova moradia :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline! Sim você tem razão, pois se não tem elevador subir as escadas todos dias é ruim mesmo, mas muita gente gosta do mais alto mesmo pela vista...Vou morar no quarto andar, mas tem elevador, durante a obra quando ia visitar, era um sufoco subir as escsdas... rsrs Beijus

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline, passando pra te desejar muito sucesso com seu apê, que você consiga torná-lo tudo aquilo que você sonhou. E parabéns pelo blog!!

    Bj, Thiago
    A saga do apartamento

    ResponderExcluir
  4. Aqui é tão dificil de arranjar Apt...
    Em SP é caro demais sabe? Os baratinhos ficam em periferias..
    Ta complicado!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi querida, vim retribuir seu carinho da visita la no blog, queria te seguir, mas não achei seu cantinho de seguidores(ajuda eu ..rsrs)bjos e te aguardo!

    ResponderExcluir
  6. Quando decidi comprar apê, escolhi o ultimo andar pois não queria ninguém andando sobre minha cabeça, kkkkk não pensei em outra coisa. Mas agora lendo suas idéias, bem que eu podia ter pensado um pouco mais, mas não me arrependo. Vai ser bom estar no alto!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. verdade alii...melhor.no.terreo..cansa demais subir escadas...na hora q eu vi esse post ja lembrei da sua vozinha..ela ficara feliz d poder ir.no seu ap...e eu quero ir tbm :)

    ResponderExcluir
  8. Já morei no 4 andar e não moraria denovo a menos que o prédio tivesse elevador. Os inconvientes são inúmeros, as compras de supermercado têm que ser reduzidas, as visitas realmente são limitadas, os avós geralmente não conhecem o apto. Qdo engravidei precisei me mudar, pq não aguentei subir tanta escada. Vc fez a opção certa mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... estou vendo muitas vantagens em morar no térreo! Acredito que acertamos e muito na escolha, até porque meu marido tem problemas sérios no joelho e é complicado ele subir escadas.

      Bjos, obrigada pela visita!

      Excluir